De A a Z, tudo se pode fazer DE OUTRA MANEIRA...

Ainda o Natal está longe e já se sente um frenesim de antecipação. Lentamente aproximamo-nos de uma onda de colisão social, os carros adensam-se nas estradas, as lojas ainda vazias, ansiosas por equilibrar as contas deficitárias do ano, olham através da montra os clientes que irão chegar, os restaurantes antecipam dias a transbordar, para finalmente poderem dizer: estamos cheios. Os Bancos, notando as pessoas nas ruas a passear sem sacos de compras, espiam a sociedade de consumo, e perguntam-se, gastarão? Não gastarão?
Aos poucos, o ritmo do galope acelera, imperceptivelmente sente-se no ar mais tensão, na estrada mais irritação, mais pressa para o momento de colisão. A cidade acende-se, vibra, chama e entope as suas artérias. Nas janelas o brilho das luzes suspende a nossa imaginação, serão felizes? Chegaremos todos lá? Onde estiveram o resto do ano?
Nesta corrida, uns têm que trabalhar, têm que manter os serviços para que os demais escorreguem para o encontro, o reboliço, as gargalhadas, os choros, a barriga cheia, as guloseimas, o papel de embrulho no chão, as crianças, sabe-se lá com que expectativas.
Os bombeiros, os médicos, os seguranças, esses que têm de trabalhar, aquecem um canto com uma luz, para que quem passe se lembre que neles também há desejo de Natal.

Minnie Freudenthal
Dezembro, 2013

Fotos de Minnie Freudenthal e Manuel Rosário

Partilhar
Escrito por

Alice Minnie Freudenthal, médica Internista pelo American Board of Internal Medicine e Ordem dos Médicos Portuguesa. Áreas de interesse; neurociência, nutrição, hábitos e treino da mente. Curso de Hipnose clínica pela London School of Clinical Hypnosis. Curso de Mindfulness Based Stress Reduction. Palestras e Workshops de diferentes temas na área da neurociência para instituições académicas, empresas e grupos.

Sem comentários

COMENTAR