De A a Z, tudo se pode fazer DE OUTRA MANEIRA...
 

Mental Jam

Encalhar… e desencalhar!

Podemos olhar para a doença como se estivéssemos “encalhados” num mal-estar do corpo, da mente, das emoções, do pensamento ou das nossas relações com as várias dimensões da vida.
Há anos que me deparo no consultório com queixas que as pessoas trazem no corpo, mas nascem nas emoções, na mente ou no pensamento. A ligação entre o corpo e a mente é hoje um dado científico. No entanto, a sociedade continua impregnada de tabus que causam culpa, vergonha e atraso no tratamento do sofrimento da mente como se de um órgão não se tratasse.
A medicina convencional gira e organiza-se à volta do tratamento da doença, mas é na prevenção que fazemos a diferença no bem-estar individual e colectivo. Por isso, é essencial dedicarmo-nos à saúde, se queremos evitar anos de tratamento, sofrimento e custos, normalmente ligados à recuperação da mente.
Felizmente, existem agora à nossa disposição, novas linguagens de desmitificação, exploração e fortalecimento da saúde da mente.
Assim, foi de conversas no consultório, que fui juntando o conhecimento da Medicina ao da  Neurociência, do Pensamento Crítico, do Mindfulness, das Artes e do Empreendedorismo para fazer a diferença na vida das pessoas.
Neste evento, Mental Jam, foram apresentados projectos que exploram o potencial que duas janelas de oportunidade oferecem para a prevenção e ensino.
Uma dessas janelas de oportunidade é a mente jovem.
O Mindblackout aborda o cérebro jovem que passa por um período de reorganização, tornando-se muito sensível ao contexto social, ao sentimento de pertença ou rejeição, a questões de território e às emoções que acompanham estes processos.
Os jovens, ao compreenderem o que é o cérebro e a mente e as suas ligações ao corpo, às emoções, aos pensamentos, aos outros e ao mundo que os rodeia, ganham resiliência emocional, flexibilidade e maior capacidade para se reinventarem. Fortalecem deste modo os alicerces duma base segura interior, onde é mais fácil desenvolver projectos de sonho. Podemos assim ser empreendedores a partir de “quem somos” e capazes de correr riscos.

O programa Mother’s Mind foca a segunda janela de oportunidade.
Como adultos, é da natureza humana fazer um download dos nossos programas mentais para o cérebro e mente da criança que nasce e cresce num determinado contexto familiar e social.
Por isso, o programa foca este período extraordinariamente sensível em que são lançados os alicerces da mente humana e que vai condicionar o modo como percepcionamos e agimos na vida.
Ao consciencializar o casal desta realidade, podemos aproveitar a habitual motivação e abertura deste período, para lhes ensinar a usar ferramentas com enorme impacto positivo na vida da criança e da família.
Ambos os projectos estão ancorados em networks de mentores e recursos, conectados por uma economia de generosidade, que permite uma nova ecologia para a mente humana. Estes networks apoiam a concretização de projectos pessoais, ajudando os jovens, ou famílias a sentirem-se à vontade com o erro, o falhanço e mais seguros no uso de ferramentas de exploração e experimentação, sobretudo em momentos de incerteza. Nestes momentos, todos nós somos sujeitos a emoções de medo, raiva, tristeza ou sentimentos de injustiça que nos podem fazer encalhar.
Felizmente, podemos todos aprender a desencalhar e a voltar a sentir a vida, o mundo, o equilíbrio a passar por nós.
Os projectos Mindblackout e Mother’s Mind acreditam que usar as ferramentas que nos ajudam a “desencalhar”, é o melhor investimento para nosso bem-estar e sucesso na vida.

Minnie Freudenthal
Janeiro, 2019

Cartazes da Carolina Quadros


Mental Jam, um evento inovador

Foi no dia 10 de Janeiro que nos estreámos no evento Mental Jam. Um evento que apresentou uma abordagem holística da medicina, que se propõe a colocar a mente no centro da sua intervenção. Falámos de saúde mental e de bem-estar emocional porque acreditamos que saúde não é só ausência de doença mas promoção de bem-estar a todos os níveis da dimensão humana.
Partimos do simples pressuposto que ao ensinar sobre os mecanismos da mente, do corpo e da maneira como nos relacionamos com os outros e o com o meio que nos rodeia, estamos a fornecer ferramentas úteis de auto-conhecimento, de auto-gestão e a diminuir sentimentos negativos que podem levar a sintomas depressivos. Actuando, assim, na prevenção das doenças mentais e do sofrimento emocional que muitas vezes leva à depressão.
O espaço escolhido para acolher o evento foi o Village Underground, onde os convidados foram recebidos ao som da voz suave e calorosa de Carolina Quadros, ela própria organizadora do evento e talento do curso piloto Mindblackout, acompanhada da guitarra de Bruno Marcelino.
Seguiu-se a abertura da palestra com uma experiência multi-sensorial apelando à introspecção, tão bem interpretada pela jovem bailarina Iara Carvalho.
Minnie Freudenthal foi a guia desta viagem que nos contou a sua experiência como médica e a necessidade de aprofundarmos o estudo da mente e as áreas do conhecimento a que recorreu para conseguir ajudar os seus doentes a “desencalhar”. Além da medicina, a neurociência, o pensamento crítico, o mindfulness, as artes expressivas e o empreendedorismo, todas elas se verificaram úteis e complementares.
Assim surgiram os alicerces dos dois projectos que foram apresentados:
Mindblackout, para jovens
Mother’s Mind, para casais à espera de bebé/casais recém-pais.
Com a mesma filosofia, estes projectos abordam fases de vida bem distintas, sendo ambas janelas cheias de oportunidades e desafios para implementar estratégias que promovem o bem estar emocional.
Como valorizamos e promovemos o trabalho em rede, foram convidados 3 projectos com os quais nos identificamos pelo trabalho que desenvolvem com crianças. Foi a vez do Original Kids, projecto DARTE e Pequeno Buda contarem a sua história e darem a conhecer um pouco do trabalho que desenvolvem.
No fim foi servido um óptimo cocktail vegan e sem glúten da Cat’s kitchen e sobremesas do Delírio Cheesecake, também eles jovens talentos do curso piloto Mindblackout, com um bom vinho alentejano da Quinta do Mouro a acompanhar.
Neste ambiente descontraído, os nossos convidados foram conhecer um pouco mais de cada projecto aos contentores onde estavam criados ambientes alusivos aos temas que cada projecto foca e onde puderam experienciar técnicas de arterapia e meditação.
Se não conseguiu estar presente, o melhor é mesmo ver o que por lá aconteceu.
Espreite a galeria de fotografias e veja o vídeo.
Como nota final, não se esqueça de dar atenção à sua mente!

Catarina Louro, médica
Janeiro, 2019

Cartazes da Teresa Sarmento Matos


Fotos e Video – Isabel Almasqué, Lurdes Rosário, Monica Chan, Minnie Freudenthal, Martim Burnay e Manuel Rosário

GALERIA DE FOTOS

Sugestões

de Minnie Freudenthal

Partilhar
Escrito por

Alice Minnie Freudenthal, médica Internista pelo American Board of Internal Medicine e Ordem dos Médicos Portuguesa. Áreas de interesse; neurociência, nutrição, hábitos e treino da mente. Curso de Hipnose clínica pela London School of Clinical Hypnosis. Curso de Mindfulness Based Stress Reduction. Palestras e Workshops de diferentes temas na área da neurociência para instituições académicas, empresas e grupos.

Últimos Comentários
  • Muito interessante. Gostava de ter estado lá.

COMENTAR